Textos

PROVISÕES
Preciso
Do cerúleo e do cinza que céu apresenta
Molhar os pés no verde mar e seus tons azuis deleitar
Da lasciva ou ternura emanadas de um beijo
Da chegada forte e do aconchego manso que o abraço traz
Da companhia da voz, mas também, de dar as mãos ao silêncio
Da muvuca e da introspecção
De sair pra rua, badalar, e de ficar em casa a preguiçar.
De muito cedo despertar e da noite atravessar para o alvorecer do dia testemunhar
De apreciar o sol no horizonte pôr ao entardecer e de a noite inaugurar  
com meu desejo ofertar à primeira estrela que brilhar e para aquela que cair um pedido suplicar
Espiar as luzes da cidade e o clarão do luar a solidão da madrugada com seu brilho pratear
Do sono para meu cansaço afagar
Dos sonhos para a vida encantar.
Luana Sávia Aires
Enviado por Luana Sávia Aires em 09/01/2018
Alterado em 04/04/2018


Comentários